GEOAFRO 01. KIT MATERIAL DIDÁTICO: O Brasil Africano Algumas Referências Séculos XVI, XVII, XVIII, XIX, XX e XXI (SUPORTES ANALÓGICO E DIGITAL)

 

Editora: Mapas & Consultoria Ltda. Dimensões: A0 (84,1X118,9 CM) 

 

UNIDADES: 03 produtos cartográficos 

PREÇO DE CAPA: R$ 100,00

ISBN: 978-85-87763-167 

O Brasil e o continente africano, particularmente as extensões territoriais abaixo do deserto de Saara, mantêm relações desde o início da formação do Estado brasileiro. Foram quatro séculos de deslocamentos de seres humanos com as suas matrizes identitárias e culturais, assim como, mercadorias tropicais, para dinamizar o novo sistema econômico em desenvolvimento. O Brasil foi fundamental na expansão e consolidação do capitalismo; o mais escravocrata da América; o detentor de maior número de quilombos e, que atualmente, detém o maior contingente populacional de referência africana fora da África. Estes e outros temas são tratados no conjunto dos três mapas temáticos educacionais articuladas (Formato A0) elaborados para auxiliar na «visibilidade espacial» da diáspora África - Brasil no passado e no presente. Esta é uma publicação cartográfica fundamental para o (a)educador (a) trabalhar com mais propriedade essas referências estruturais da formação do nosso país, da sua população e da sociedade complexa e preconceituosa que ainda se mantém. Acompanha DVD com a animação dos 3 mapas temáticos.

GEOAFRO 02. CARTOGRAFIA MATERIAL DIDÁTICO: Geopolítica da Diáspora África -América - Brasil

Editora: Mapas & Consultoria

Dimensões: 84,1 x 118,9 cm (colorido)

Unidades: 06 produtos cartográficos

PESO: 530 g.

PREÇO DE CAPA: R$ 80,00

ISBN: 978-85-87763-15-0

Estabelecer e reconhecer outras perspectivas educacionais para uma compreensão do tráfico, da escravidão e da diáspora africana como elementos formadores da configuração do mundo contemporâneo constituem pressupostos básicos para traçar um contexto mais adequado do papel das culturas de matriz africana na formação do território e do povo brasileiro. O Mapa Temático Educacional: Geopolítica da Diáspora África – América – Brasil. Séculos XV – XIX, busca trazer elementos para colaborar na construção de outra territorialidade da população de matriz africana brasileira, a partir de “ferramentas educacionais” onde o (a) professor (a) dos distintos níveis formais de ensino possam alterar suas práticas na transmissão dos conteúdos de Geografia e de História, sobretudo. A pesquisa realizada a partir do conjunto de produtos dos estudos sobre os territórios com referências da África no Brasil, trouxeram para as representações cartográficas referências que contribuem de maneira significativa, para a explicação espacial dos contextos geopolíticos que moveram por quatro séculos a evolução do capitalismo global e marcaram e marcam de forma significativa a estruturação dos territórios e das populações com as referências, sobrevivências e reinvenções das matrizes africanas.

GEOAFRO 05. LIVRO Quilombos: Geografia Africana - Cartografia Étnica - Territórios Tradicionais

 

Editora: Mapas & Consultoria Ltda.

 

Dimensões: 28 x 37 cm

PESO: 1, 480 g.

Páginas: 200

PREÇO DE CAPA: R$ 100,00

ISBN: 85-87763-11-3

A terra, o território e a territorialidade assumem grande importância dentro da temática da pluralidade cultural brasileira no seu processo de ensino, planejamento e gestão. Tratar da diversidade cultural do Brasil num contexto geográfico, cartográfico e fotográfico, visando reconhecer, valorizar e superar a discriminação aqui existente é ter uma atuação sobre um dos mecanismos estruturais da exclusão social. São várias as questões estruturais relacionadas à cultura africana, à população afrobrasileira e aos territórios tradicionais no país que continuam merecendo investigação, conhecimento e intervenção. Dois pontos configuram-se como emergenciais. O primeiro deles está relacionado à desmistificação do continente africano, sobretudo nos seus aspectos geográficos e em suas relações com a formação do território brasileiro. O segundo, se refere a exclusão secular das matrizes africanas do sistema oficial brasileiro, particularmente, dos quilombos. O livro está estruturado em três Partes básicas. Na primeira, são feitas referências a alguns elementos historiografia da África, principalmente aspectos dos grandes tipos de ambientes; a espacialidade dos principais impérios e aspectos territoriais da diáspora africana. É feita uma representação preliminar da etnografia africana no Brasil, dos registros dos quilombos antigos e dos ciclos econômicos coloniais. A distribuição geográfica dos quilombos contemporâneos, assim como, as suas questões fundamentais, estão apontadas na segunda Parte da obra. A última Parte do livro está destinado ao mapeamento dos registros municipais das comunidades quilombolas por unidade política, organizadas em folhas articuladas que cobre todo o país, com o nome da comunidade e o município do estado correspondente. Com este trabalho, buscamos contribuir para a ampliação da visibilidade junto a sociedade civil; nas ações consequentes do setor decisório e na inserção do continente africano na educação brasileira.

GEOAFRO 06. PUBLICAÇÃO LIVRO ÁFRICABRASIL - ATLAS GEOGRÁFICO (SUPORTES ANALÓGICO E DIGITAL)

 

Editora: Mapas & Consultoria Ltda.

 

Dimensões: 27×40 cm

Peso: 820g

PÁGINAS: 103

PREÇO DE CAPA: R$ 100,00

ISBN:978-85-87763-08-3

O Brasil é o mais importante país contemporâneo com registros das referências do continente africano “fora” da África. O desenvolvimento dos grandes regiões econômicas coloniais estruturados na força de trabalho e na tecnologia de referência africana, ao longo dos séculos XVI-XIX, revelam a dimensão econômica e a extensão territorial da “presença ampla” africana na formação do Brasil. Somente, esses dois componentes estruturais nos possibilitam entender porque o Estado brasileiro, numas perspectiva histórica, foi o território mais acabadamente escravista do “Novo Mundo”, mesmo com os conflitos políticos e contradições econômico-sociais. Esta é uma premissa básica para a compreensão da extensão demográfica de matriz africana existente no território brasileiro. É este “Brasil Africano” que tem sido a principal vítima da discriminação e preconceito étnico instaurado secularmente no país, sobretudo pela manutenção de algumas práticas do regime escravista e da ideologia racista na sociedade dominante. Uma das raízes estruturais desse problema está na fixação das imagens hostilizadas ao meio ambiente e aos seres humanos da África, construídas na “Europa Moderna” a partir do século XV. Um dos efeitos políticos da distorção e da invisibilidade das “Áfricas” é lugar insignificante e secundário que foi dedicado à sua Geografia e sua Historiografia em todas as “Histórias” da humanidade. Construir com recursos da cartografia e da fotografia, um panorama geográfico-historiográfico das referências do continente africano e do território afrobrasileiro, visando contribuir para uma outra “leitura”e “compreensão“ da da formação do território e da população do Brasil, é o principal objetivo do Atlas Geográfico: ÁFRICABRASIL. A publicação está estruturada em sete Partes básicas, oriundas das pesquisas geográficas, cartográficas, fotográficas e historiográficas realizadas no campo e em várias instituições no Brasil, na África e na Europa. Este Atlas é um instrumento fundamental para colaborar na alteração da mentalidade das sociedades resistentes às mudanças sociais e nas políticas pontuais e superficiais do sistema, sobretudo, para subsidiar a adoção de medidas concretas de alteração do contexto secular de exclusão da população de matriz africana no Brasil.

GEOAFRO 13. VÍDEO DOCUMENTÁRIO “O BRASIL AFRICANO – Diáspora – Quilombos – Território - População”

Direção e Roteiro: Prof. Rafael Sanzio Araújo dos Anjos

Produção Executiva: CIGA-UnB/Mapas e Consultoria Ltda.

Pesquisa e Narração: Prof. Rafael Sanzio dos Anjos

Montagem e Edição: Igor Franco, Dennys Texeira e João Schiran

Legendas: Inglês/Françês/Espanhol/Português

Cor: Preto+Branco & Colorido

Duração: 35 min

Gênero: Documentário

Classificação: Livre

Peso: 100g

Ano: 2010

Preço: R$ 30,00

Publicação: Mapas & Consultoria

Uma das questões estruturais relacionada à cultura africana no Brasil que continua merecendo investigação e conhecimento, está relacionada aos aspectos historiográficos e geográficos da África e suas relações com o país. O vídeodocumentário auxilia na ampliação das informações e do conhecimento sobre os aspectos geográficos da diáspora africana e seu rebatimento na formação do território e da população brasileira ao longo dos quase quatro séculos de sistema escravista vigente, particularmente, dos espaços dos quilombos. Utilizamos, como ferramenta básica, os recursos das imagens cartográficas e fotográficas, pelas suas possibilidades de ser eficiente no conhecimento e na apreensão de conteúdos historiográficos e atuais. O vídeo tem três partes articuladas. Na Parte inicial os aspectos fundamentais da geografia e da historiografia africana, sobretudo as referências espaciais da dinâmica do tráfico dos povos africanos para a América. A seguir, abordamos, espacialmente, os ciclos econômicos coloniais e imperiais no Brasil, os territórios de resistências dos antigos quilombos e, finalmente, tratamos da expressão da distribuição da população afro-brasileira contemporânea e o contexto territorial das comunidades tradicionais quilombolas no sistema dominante. Possível de utilização nos diferentes níveis de ensino, esta é uma ferramenta fundamental para o processo educacional do Brasil no século XXI.